Como funciona a composição de renda para financiamento de imóvel?

Investir em uma casa própria é o sonho de muitas pessoas. Afinal, a possibilidade de sair do aluguel e ter um bem registrado no próprio nome é tentadora, implicando maior segurança financeira e qualidade de vida. 

Tendo em vista a dificuldade que é reunir todos os recursos de uma só vez para efetuar a aquisição, a prática de financiar a compra é cada vez mais comum. Nesses moldes, porém, é preciso se atentar a alguns detalhes, como a composição de renda para financiamento de imóvel.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura para saber como ela funciona, seus pré-requisitos e outras informações relevantes sobre o tema!

O que é a composição de renda para financiamento de imóvel?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que composição e comprovante de renda são coisas diferentes, sendo que este é uma das documentações necessárias para comprar um imóvel, independentemente do formato da compra.

Dito isso, o ato de compor renda é somar aquilo que duas ou mais pessoas ganham para determinar a quantia a ser financiada do imóvel e os valores das parcelas. As porcentagens, prazos e demais regras do procedimento dependem da instituição financeira escolhida.

Quem pode fazer parte da composição de renda?

Na Caixa Econômica Federal, bastante procurada por conta do programa “Minha Casa Minha Vida“, essa opção é disponibilizada para quem não tem renda o suficiente para conseguir um financiamento individual.

Quantas pessoas podem compor?

O banco estatal não impõe um número limite de pessoas para fazer a composição, mas avalia todas elas em uma análise de risco de crédito, guardando o direito de aprová-las ou não.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa! Na Caixa, não há a necessidade de parentesco ou certidão de casamento. Assim, é possível fazer a composição com amigos, por exemplo. Casais homoafetivos, com ou sem união estável, também podem optar pela modalidade.

Como fica o prazo para pagar?

O prazo para pagamento leva em consideração a idade do proponente mais velho. Para tanto, é utilizada a regra dos 80 anos, na qual o prazo e a idade mais elevada somados não podem ultrapassar esse número.

De quem é a propriedade?

Será de todos aqueles envolvidos na composição. Por isso, é preciso ter cuidado na escolha e avaliar bem cada uma das pessoas. No caso do endividamento de algum deles ou da inadimplência das parcelas, há o risco de penhora.

Vale frisar que todas essas condições são passíveis de alteração, de acordo com o órgão financeiro.

No Branco do Brasil, por sua vez, quem financia tem 35 anos para pagar, podendo parcelar até 90% do valor total do imóvel. O número de proponentes é limitado a três e eles devem ter algum parentesco, seja consanguíneo ou por afinidade.

Vale a pena fazer a composição de renda para financiamento de imóvel?

Sim, principalmente em casos nos quais o ganho de um indivíduo não permite que ele faça financiamentos de imóveis mais caros. Dessa forma, a composição de renda para financiamento de imóvel é uma excelente alternativa para quem deseja comprar uma casa ou apartamento próprio, pois aumenta o leque de opções.

E então, pronto para financiar o imóvel próprio? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Entre em contato conosco e descubra o que podemos fazer por você!

Sobre SPX

O Portal SPX é uma plataforma de anúncios de imóveis presente em Fortaleza, Ceará e em São José dos Campos, no interior de São Paulo.
No SPX você consegue tirar suas principais dúvidas sobre imóveis e ainda encontrar o seu novo lar com comodidade e segurança.