Laudo de vistoria – Como e por quê fazer ao alugar um imóvel?

Ao alugar um imóvel, entre todos os cuidados que você precisa ter, seja você inquilino ou proprietário, um dos mais importantes, sem dúvidas, é o laudo de vistoria.

É este documento que vai evitar mal entendidos e possíveis prejuízos ou cobranças indevidas no futuro. Pode ser uma descarga que não funcionava e será cobrada do inquilino, ou até a parede do quarto inteira que o inquilino derrubou pra fazer uma sala estendida. Se não existe um documento descrevendo o imóvel, quem vai provar que aquele quarto existia no início do contrato de aluguel?

“O combinado não sai caro.” – Já dizia o meu pai desde que eu me lembro por gente. Mas em casos onde não existe um laudo, é muito comum alguma das partes dizer que não lembra de algo que já tinha sido acordado, por isso, continue lendo esse artigo pra aprender tudo que deve conter em um laudo de vistoria.

Passo-a-passo para fazer um laudo de vistoria

  1. Faça um relatório descritivo detalhado do imóvel,
  2. Faça um relatório fotográfico para complementar o relatório descritivo,
  3. Peça para todas as partes envolvidas assinar e reconhecer firma em cartório

Detalhando os passos

No relatório descritivo, você deve separar em tópicos, sendo cada tópico, um cômodo do imóvel (quarto simples, quarto com suíte, sala de estar, sala de tv, cozinha, copa, sala de jantar, quintal, área de serviço, banheiro social, banheiro da suíte, lavabo, corredor externo, garagem, sacada e o que mais houver.

Em cada tópico, crie uma descrição detalhada do cômodo como estado da parede, da pintura, tipo e condição dos pisos, rodapés, lustres e também dos armários, decoração, eletrônicos e outros. Descreva se existe furos na parede ou manchas no teto, se o piso é frio, porcelanato ou laminado, se existem lâmpadas funcionando e se existem vidros trincados em portas e janelas. É importante testar a parte elétrica e hidráulica também. Você deve anotar se as tomadas funcionam e se a descarga ou o sifão das torneiras apresentam algum problema.

E se não houver energia ou água ligados no imóvel?

Neste caso você pode registrar que elétrica ou hidráulica não foram testadas por falta de energia ou água. Mas é muito importante fazer o laudo de vistoria com todos os serviços ativos, principalmente em imóveis alugado com eletrônicos.

No relatório fotográfico, você deve complementar o relatório descritivo. Se no primeiro você apontou que o armário da cozinha está sem uma porta, registre uma imagem disso. Registre também pontos como falha na pintura, problema em madeiras, trinca de pisos e vidros e além de salvar esses detalhes, use as imagens para guardar também aspectos gerais do imóvel. Tente fotografar o máximo do imóvel como portas, janelas, mesas, sofás, piso, teto, bocais, tomadas, armários, camas, box, chuveiros, ralos e tudo, mesmo coisas que você julgar que não sejam interessantes. No final do contrato, pode surgir uma dúvida na hora de entregar o imóvel que só um laudo completo poderá sanar.

Ainda tem dúvidas sobre como fazer esse laudo? Deixe um comentário que a gente responde.

Sobre Willian Savio

É co-fundador do Portal SPX, estudante de direito e trabalha com marketing para o mercado imobiliário desde 2013.